sexta-feira, 9 de abril de 2010

Humor Ácido # 1: Pseudo-Alguma-Coisa.

Hoje em dia escrever qualquer coisa se preocupando com pontos e letras maiúsculas, com acentos e claras transcrições de ideias, faria de você um pseudo-fanático da boa e bem escrita língua portuguesa? Você pode ser pseudo-intelectual por gostar somente de coisas cult, por não gostar daquilo que pertence ao suposto e polêmico senso comum. Os pseudo-intelectuais gostam daquilo que é reservado à dificuldade no entendimento, daquilo que exige força craniana interior pra compreender, daquilo que não sai exacerbadamente na mídia. Ah, o pseudo-intelectualismo está reservado também às pessoas que usam o termo exacerbadamente do nada.

Dá pra enxergar um monte de pseudo-puritanos por ai, daquele tipo de gente que reserva a si o título de bom moço, mas que no fundo gosta mesmo é daquilo que a gente bem sabe que gosta. Daí dá pra imaginação de cada um funcionar, sem ter que apelar para a pseudo-criatividade. E ainda tem aquele tipo indispensável: os desde sempre pseudo-amigos da infância que você acaba de conhecer. Porque tem gente que gosta de demonstrar que ser seu amigo é bom demais, mesmo que tenha acabado de te conhecer!

Enfim, dá pra ser até pseudo-fashionista (e tem gente que garante que o termo pseudo-fashionista é uma redundância). É aquele que não sai de casa sem estar usando o casaco rosa fluorescente (com sete pedras de brilhante no punho) só porque alguém muito mal vestido está na TV falando que essa é a nova tendência. E eu ainda descubro de onde é que nascem as tendências, porque não é raro ver alguém dizer: "Nossa, isso que fulano está usando é total tendência!". Se você for parar pra pensar sobre esse assunto durante um dia inteiro, dá pra se encaixar em vários pseudismos destes. Pseudo-promoções, pseudo-sentimentos, os homens são craques nos pseudo-sentimentos! Tem ainda as pseudo-alegrias e nem vou falar aqui do meu pseudo-salário porque daí já é acidez demais pro mesmo post.

Mas não tem nada, pode ser que aqui se aplique o que é dito pelos poetas: você é exatamente aquilo que imagina ser. Além do que, a força do pensamento te leva pra longe... para cima, ou para baixo, mas longe.

8 comentários:

Por que você faz poema? disse...

Somos aquilo que pensamos não deixa de ser um pouco verdade. Podemos até nos esconder atrás de palavras, máscaras, cores; mas a alma não aceita maquiagens.

Crys disse...

Pura verdade!!! Vou te linkar no desejos e delírios amiga...adorei seu blog...bjs

Sawae disse...

Herculano, sábias palavras.

'mas a alma não aceita maquiagens'

obrigada!

Sawae disse...

Crys querida!

Obrigada duplamente, flor.

Beijos em vc!

ErikaH Azzevedo disse...

Sawae querida,

Tem presente pra ti no blog flor, agora to aspressadinha , nem dá pra te ler, mas mais tarde volto pra te senntir tá...quis antes te avisar disso, antes que vc visse...hehehe

bjo flor!

Lou Alma disse...

OLÁ Sawae, vim através da Erikah e descobri que partilhamos devaneios, :) , adorava a tua presença nos meus devaneiosdeloucura.blogspot.com ou no viciadaemloucura.blogspot.com adoraria troca de devaneios.

Ps nós somos sempre pseudo qualquer coisa :)

Sawae disse...

** Erikahhh.. adoro presente, vou correr lá!


** Lou, querida! Nossos devaneios são primos irmãos, são nossos momentos de extravazar. Com a mais absoluta certeza, trocaremos nossas loucuras, que unidas se completam e distantes, interagem!

Beijos, meninas lindas!

ErikaH Azzevedo disse...

Das mascaras do dia a dia....pessoas, situações, lugares..é como se tudo forsse apenas um disfarce...todos se mascaram, grande verdade,qdo se aumentam , qdo se diminuem, qdo não mostram a verdadeira medida que se tem...mas enqto uns apenas se maquiam suavemente, usam um pó a mais pra esconder o brilhom ou uma sombra sobre os olhos pra fazer o olhar brilhar mais, outros saem a rua com rostos que não são seus...aí é que está, há de saber diferenciar.

Mas eu não desisto e ainda confio

Sonho com o dia que sairemos todos à rua de cara lavada.

Tu me inspiras menina...é impressionante.

bjo flor!

Erikah