segunda-feira, 30 de agosto de 2010

The dance of life


A dança de dois corpos em silêncio ou
A liberdade de várias cumplicidades
em meio ao barulho da aparente indiferença;
O desejo.

Silêncio de ouvir a brasa queimando o cigarro
O efêmero e belo de uma fumaça indo;
Na manipulação do seu teor, um ato de liberdade
Um certo domínio sobre aquilo que domina;
O vício.

A dor antes sofrida,
Agora é um tom de vingança desejada
O que não virá;
O passado.

Seres que se moldam numa lembrança
Numa percepção de que, apesar do tempo, nada muda;
Lugares e sons nos tornam saudosistas
Uma confraria sem horizontes comuns;
A irmandade não entendida.

Homens, mulheres e crianças.
No fundo somos gente sem nenhuma indiferença
Mas ainda com alguns resquícios de um passado vivo.

Somos humanos mudados,
manipulados por palavras;
Sofridos pelos sentimentos,
pelas diversas interpretações

Existimos pelo mesmo desejo
pelo mesmo horizonte
pelo mesmo silêncio
diferentes pelo amor.

imagem: "The Dance of Life" de Edvard Munch

3 comentários:

meus instantes e momentos disse...

que bom teu blog.
Tenha uma semnana feliz.
Maurizio

priscilla disse...

Oi :) goostei desse teu blog! vou te seguir :) Teu blog tem um ar de sério,concentrado..uma coisa meio café e cigarro,sabe? E eu gosto tanto disso *-* Adorei tbm o nome do blog :)

beijos :*

Thalita Yanahê disse...

"Existimos pelo mesmo desejo"
e continuamos a desejá lo sempre
e juntas...
bjaum frô