segunda-feira, 16 de agosto de 2010

A little pink Flower

A vida não é coisa de se brincar,
porque a brincadeira é proibida.

Porém, melhores experiências vem dos rótulos de:
não se pode fazer.

Os melhores sorrisos tem como faísca:
o inesperado argumento.

Sem dúvida, os melhores beijos:
produtos de um roubo qualquer.

Correr pequenos riscos é a possibilidade de uma grande coragem
A menina tem a brincadeira de ceder e negar no tom de voz.
Brincadeiras assistidas são focos de incêncio,
e, talvez, marcas de incêndios interiores sejam
o melhor hematoma a se deixar.

2 comentários:

Sophi (para os íntimos) disse...

Brincar de viver...always!

beijo amada minha!

ErikaH Azzevedo disse...

Viver é subversivo né!
Praticar o incomum.
Quero eu sob versos tortos viver.

um bjo amora.

Erikah